aromaterapia para animais de estimação

Aromaterapia para Animais de Estimação – Como Usar?

Aromaterapia para animais de estimação: como usar?

Percebo muita gente perguntando:

“Como a Aromaterapia para animais de estimação, (ou Pets, se preferir),deve ser utilizada?” Ou ainda, “ de que forma usar os óleos essenciais no meu bicho de estimação?” Será que é só comprar e aplicar no cachorro, por meio de um spray? Fazer uma receita em casa? Utilizar qualquer óleo essencial, afinal, deve fazer bem?   A resposta é NÃO! Antes de tudo, tenha em mente que a Aromaterapia será benéfica ao seu pet, desde que você use da maneira correta.   O veterinário e/ou aromaterapeuta são os mais indicados para orientar o uso coerente dos óleos essenciais, de acordo com as necessidades do bichinho.   Para te ajudar a fazer a melhor escolha e garantir a segurança e bem-estar do seu pet, preparamos este artigo especial no blog. Dando sequência a série de Aromaterapia para Pets, saiba a seguir, quais óleos essenciais usar, como usar e demais dicas importantes.  

Aromaterapia para animais de estimação – antes de tudo, é preciso fazer uma análise

  Acredito que no meio de suas dúvidas, diante de tantas opções em óleos essenciais, você questione sobre qual o mais indicada, como aplicar, etc.   A princípio, o primeiro passo é fazer uma análise sobre qual é o tipo do seu animal, e quais sintomas podem ser tratados pela Aromaterapia.  

O porte do animal, seus problemas, e um outro fator relevante também deve ser levado em conta: o animal precisa permitir.  

Explico: um cavalo ou um cachorro, por exemplo, tem um olfato muito mais apurado e sensível que nós.  

Ou seja, se ele não gostar dos aromas exalados por determinados óleos essenciais, evite utilizá-los.  

A dica é, antes de aplicar de fato, permita que os bichos sintam o cheiro.

Observe a reação.

Se ele ficar um tempo cheirando, parecendo apreciar o odor, esse óleo pode ser mantido.

Alguns sinais de que os animais não gostam de um cheiro é quando eles espirram, andam de um lado para o outro e ficam com os olhos lacrimejantes, ao cheirarem o óleo essencial.  

Dicas e cuidados ao utilizar a Aromaterapia em animais de estimação

Um cuidado importante ao lançar mão dos óleos essenciais é sempre diluir.  

Tenha concomitantemente aos óleos, um óleo transportador de boa qualidade. Via de regra, a medida de diluição consiste em adicionar de 8 a 10 gotas de óleos essenciais em 20 ml de óleo transportador.  

Confira a seguir, algumas dicas e demais cuidados ao utilizar os óleos essenciais em seus Pets:

  • Informe-se

Informação é tudo, nunca duvide disso. Principalmente quando se trata de promover o melhor aos nossos animaizinhos. Sendo assim, procure sempre conhecer e se informar a respeito das propriedades dos óleos essenciais que irá utilizar no Pet.  

Além de um gesto de zelo, é uma medida de sensatez. Isso pelo fato de que alguns tipos de óleos essenciais podem ter efeitos colaterais.  

O óleo essencial de limão, por exemplo, pode queimar a pele do animal, caso ele seja exposto ao sol, dentro de 12 horas depois da aplicação, por exemplo.

  • Tenha em mente que animais são diferentes dos humanos

Por mais que amemos nossos dogs, gatos e afins, até mesmo como amamos um ente querido, não podemos nos esquecer: animais são diferentes, muitas vezes com maior sensibilidade que os humanos. Sendo assim, não tenha como parâmetro, os óleos essenciais e indicações que utiliza para si mesmo.

  • Atenção redobrada aos animais menores

Filhotes de gato, cão, coelho, etc., ainda estão em formação. Nestas situações, evite o uso de óleos essenciais. Sempre consulte o médico veterinário antes de qualquer coisa.

  • Use apenas óleos essenciais puros

Somente utilize na Aromaterapia em Pets, óleos essenciais de ótima procedência, e totalmente puros.

  • Dilua sempre

Vale reforçar esse cuidado: óleos essenciais sempre diluídos.

  • Não deixe o Pet ingerir os óleos

Evite deixar os frascos de óleo essencial expostos ao alcance dos bichinhos. Eles jamais devem ingeri-los. Isso poderá ser fatal.

  • Pets prenhas: atenção!

Assim como ocorre com as gestantes, alguns tipos de óleos essenciais podem ser contraindicados. Fique alerta em relação aos seguintes óleos:

  • Manjericão;
  • Manjerona;
  • Canela;
  • Tomilho, entre outros.
  • Pets em tratamento

Seu bichinho de estimação está tomando algum medicamento ou faz algum tipo de tratamento?  

Fale antes com o veterinário. Ele é o profissional mais indicado para analisar se é possível fazer uso da Aromaterapia de forma segura ao animal.  

Mais dúvidas sobre como usar a Aromaterapia em seus animais? Conte para nós! Será um prazer esclarecê-las!  

Gostou do post de hoje? Então compartilhe com seus amigos e amigas, pais e mães de Pets, beleza?  

No próximo post da série sobre Aromaterapia para Pets, iremos falar mais a respeito dos óleos essenciais mais benéficos aos cães.  

Portanto, fique ligada (o) em nosso blog, sempre cheio de informações interessantes e úteis sobe Aromaterapia! Até a próxima!

Deixe um comentário